Festas juninas em Sergipe: um roteiro dos festejos típicos mais queridos do Nordeste

Festas juninas em Sergipe: um roteiro dos festejos típicos mais queridos do Nordeste

O forró mais quente do Brasil! Vamos saber mais sobre o ciclo junino em Sergipe, a época que representa a mais popular festividade nordestina?

Chegado o final do primeiro semestre do ano, mais precisamente nos meses de maio, junho e julho, o clima do Estado já começa se transformar. É a época de celebrar o ciclo junino nos quatros cantos do território Sergipano! A culinária é uma das partes saborosas do período. Os pratos são preparados com o ingrediente da estação, o milho. Dele se originam as deliciosas canjicas, mungunzá, bolo de milho, pamonha, cuscuz e o próprio milho verde assado ou cozido.

Nessa época, acontece na capital Aracaju duas grandes festas que reúnem as melhores atrações da música junina sergipana e nacional: o Arraiá do Povo, na Orla da Atalaia, e o Forró Caju, no Centro Histórico da Capital.

No interior do Estado, o São João de Estância, a 68 km de Aracaju, é conhecido pelo espetáculo pirotécnico. Os barcos de fogo, deslizando em cabos de aço, iluminam a noite escura e afoitos guerreiros arremessam, uns contra outros, busca-pés e espadas de fogo.

Em Areia Branca se faz o São João mais tradicional do estado, conhecido por ser o São João de Paz e Amor.

No município de Capela, o destaque das festas juninas vai para Festa do Mastro. O transporte da árvore que servirá de mastro é feito em cortejo por uma multidão que, cantando e dançando, se mela de lama para comemorar o mais tradicional São Pedro de Sergipe!

Festas juninas em Sergipe: um roteiro dos festejos típicos mais queridos do Nordeste 1

Capital

O Arraiá do Povo, montado na Orla da Praia da Atalaia, tem em sua programação a ênfase na cultura local, que inclui apresentação de grupos de pífanos, samba de coco, trios pé-de-serra e quadrilhas juninas.

Uma cidade cenográfica é montada na praça de eventos da Orla de Atalaia, e faz com que os visitantes se sintam numa cidade do interior. Essa é uma das características mais marcantes dessa festa!

Já o Forró Caju, mistura a tradição dos trios pé-de-serra à inovação do forró eletrônico, passando por reconhecimento dos grandes artistas do cenário nacional. Na Praça de Eventos Hilton Lopes é montada uma estrutura de bares, camarotes e um grande palco, onde atrações regionais e nacionais se apresentam. Cerca de 100 mil pessoas a cada noite se divertem ao som de muito forró.

Festas no Interior

Quem quiser mergulhar a fundo nas festas juninas poderá seguir o roteiro das festas do interior. Um mundo a ser descoberto com as diversas manifestações que se renovam a cada ano dentro da própria tradição.

Estância

Barcos de fogo e muita dança na cidade localizada 68 km de Aracaju! Estância já se tornou conhecida nacionalmente pelo espetáculo pirotécnico que cria com a corrida de barcos de fogo e da batalha de busca-pés. Os barcos de fogo, construções artesanais, deslizam presos a cabos de aço e os guerreiros, amantes de emoções fortes, se defrontam em perigosos combates, arremessando, uns contra outros, busca-pés e espadas de fogo. Os espectadores, entre temerosos e fascinados, assistem à apresentação protegidos por telas de arame.

No forródromo acontecem shows de forró, enquanto que no centro da cidade há apresentações de quadrilhas juninas e grupos de pisa-pólvora.

Como Chegar: A partir de Aracaju, seguir por 66 km pela BR 101, em direção ao Sul.

Areia Branca

São João de paz, amor e muita diversão no município que fica a 36 km de Aracaju. Ali a segurança das pessoas é respaldada por lei municipal, que proíbe a queima de fogos durante os festejos. Na Praça do Forró, com mais de 20 mil m², milhares de pessoas dançam e brincam animados ao som de trios pé de serra, músicos e bandas que se apresenta num suntuoso palco.

No dia do encerramento da festa no município, 30 de junho, a população oferece aos visitantes um farto café da manhã, servido numa mesa de 100 metros, onde todos poderão degustar canjicas, bolos de macaxeira e até comidas típicas como a saborosa carne do sol. Turistas, forrozeiros e todos aqueles que vão conhecer a cidade sempre ficam na expectativa do café da manhã típico.

Como chegar: A partir de Aracaju, seguir pela BR 101, em direção ao Norte, até o viaduto de acesso à BR 235. Depois, tomar esta rodovia em direção a Itabaiana. São 34 km de distância.

Capela

A famosa Festa do Mastro está localizada a 67 km de Aracaju! Onde os festejos juninos começam oficialmente no dia 31 de maio, às 23 horas, com um grupo de pessoas acompanhadas de zabumba e bacamarteiro que saem pelas ruas da cidade para acordar São João, cantando de porta em porta e arrecadando prêmios para a tradicional festa. É lindo de ver como os moradores se envolvem e participam, cantando e dançando!

A Festa do Mastro de Capela consiste em transportar a árvore que servirá de mastro do interior até a cidade, em um cortejo que canta e dança, seguido por milhares de pessoas. Chegando na Praça São Pedro, as prendas são arrumadas no mastro e, este, fincado no chão. Uma fogueira é acesa em seu pé e quando ele tomba, os brindes são disputados pelas pessoas em meio a busca-pés.

Pra completar, a apresentação de grandes atrações musicais toma o palco da cidade, reunindo visitantes e população de todo o Estado.

Como chegar: A partir de Aracaju, siga 50,9 km pela BR 101, em direção Norte, até encontrar o acesso a SE 422, indicada pela Placa CAPELA. Daí até a cidade são 11,2 km.

Canindé do São Francisco

Arraiás de rua, muita sanfona e boa estrutura no Forródromo a 198 km da capital! O município que fica no sertão sergipano foi estimulado, através de um concurso realizado pela administração local, a retornar os arraiás de rua. E, atualmente, toda a cidade, então, se prepara com comidas típicas, animados forrós e apresentação de quadrilhas, que divulgam, divertem e fazem o São João de Canindé do São Francisco.

A cidade ainda conta com um Forródromo e uma pequena cidade cenográfica em excelente estrutura. Nesse espaço, trios de forrós, sanfoneiros e zabumbeiros animam o público. Afinal, Canindé e os municípios vizinhos também são conhecidos em Sergipe por serem a terra de bons sanfoneiros!

Como chegar: A partir de Aracaju, seguir pela BR 101, sentido Norte. No viaduto de acesso à BR 235, mudar para esta rodovia no sentido Itabaiana. Após passar esta cidade, siga pela SE 06, sentido Norte, direção a Ribeirópolis. Ao passar pela cidade, siga em direção a Nossa Senhora Aparecida, e daí até Nossa Senhora da Glória, onde deve tomar a SE 206 em direção a Canindé do São Francisco.

Festas juninas em Sergipe: um roteiro dos festejos típicos mais queridos do Nordeste 2

Nossa Senhora do Socorro

Localizada na Região Metropolitana de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro realiza o Forró Siri – um grande show celebrando São Pedro, reunindo nas noites da festa milhares de “forrozeiros”.

Itaporanga D’Ajuda

Localizada a 29 km de Aracaju, Itaporanga d’Ajuda realiza o Forró d’Ajuda em um espaço às margens da BR 101, que conta com um palco permanente onde é montada a estrutura de barracas e vendidos os alimentos e as bebidas típicas do período. Na área, conhecida como forródromo, são realizados shows de bandas e trios de forró.

Como chegar: Saindo de Aracaju, seguir pela BR 101, no sentido sul.

Bom demais, não é? Agora é só escolher o seu roteiro junino em Sergipe e chegar, sem cerimônia. Te esperamos com a mesa pronta! 🙂

Até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *